Pesquisar este blog

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Bert e Sophie Hellinger - Brasil - Setembro 2016




Bert e Sophie Hellinger voltam ao Brasil em Setembro 2016

Bert und Sophie kommen zum zweiten Mal dieses Jahr nach Brasilien!




01 a 03.09.2016 Constelações Hellinger sciencia®
Seminário com Bert e Sophie Hellinger
Brasília / Brasil

Horários:
Quinta 01.09.2016, 15:00 – 18:00
(a partir de 19:00 horas Encontro Hellinger® membership com Sophie Hellinger)
Sexta 02.09.2016, 09:30 – 12:30 + 15:30 – 18:30
Sábado 03.09.2016, 10:00 – 14:00





04.09.2016 - Dinheiro e Prosperidade - O caminho para o Sucesso
Seminário com Sophie Hellinger
Brasília / Brasil

Horários:
10:00 - 13:00 + 15:30 - 18:30  + (Perguntas e Respostas de 19:00 a 20:00)


Local do evento:
Parla Mundi
Plenário José de Paiva Netto
SGAS 915, Lote 75 - Asa Sul
Brasília - DF,70390-150
Brasil

 


08.09.2016 Seminário de Mulheres
Seminário com Sophie Hellinger
São Paulo / Brasil

 Para mulheres – com mulheres – por mulheres
Ser uma mulher é algo muito “especial”. É uma grande tarefa.
Mulheres são as portadoras de sabedoria, maternidade, amor e intuição.
Elas devem sempre estar prontas a se sacrificar pelas suas famílias. Além disso, as mulheres devem pensar nas suas carreiras e ter sucesso. E ao lado disto, elas se ocupam das tarefas de casa e da educação dos filhos como se fosse natural. É nestes papeis que as mulheres se sentem muitas vezes desafiadas e sobrecarregadas.
Neste seminário elas serão acolhidas com segurança entre si. Possibilidades, novas perspectivas e oportunidades para o “amanhã” se abrirão. Um experiência da consciência levará você adiante neste Seminário com Sophie Hellinger.

• ser capaz de se abrir de forma criativa e comunicativa
• redescobrir-se e entender melhor a si mesma
• entrar em uma nova consciência através de uma nova perspectiva
• reencontrar a felicidade e leveza na vida
• tornar-se consciente e se abrir aos “recursos femininos” em situações difíceis
• dar-se tempo e atenção para descobrir o todo de “si”

Horários:10:00 - 13:00 + 15:30 - 18:30  + (Perguntas e Respostas de 19:00 a 20:00)





09 a 11.09.2016 Constelações Hellinger sciencia®
Seminário com Bert e Sophie Hellinger 

Horários:
Sexta:    15:00 – 18:00
Sábado:  09:30 – 12:30 + 15:30 – 18:30
(a partir de 19:00 horas Encontro Hellinger® membership com Sophie Hellinger)
Domingo:   10:00 – 14:00

Local do evento:
Espaço de Eventos Hakka
Rua São Joaquim
460 - Liberdade
São Paulo
Estação de Metro: São Joaquim (5 minutos a pé do local do seminário)


Inscrições:http://www2.hellinger.com/br/pagina/seminario/brasil-2016/
Matthias Bronk
E-Mail: brasil@hellinger.com

segunda-feira, 13 de junho de 2016

De pai para filho - O mundo






"Only at the hand of the father the child gains the way to the world.



What is this special fatherly quality?



What is the meaning of the father introducing the child to the world?

The father's love is not caring in the same way as the mother's love is. The father guides the child into a different vastness.
While the mother moves in a limited space, the father leads us beyond these limits into a different vastness. Therefore, progress derives most of all from the father. If the mother wants to keep the children away from the father, she keeps them away from progress. The movement goes through the mother towards the father and through the father into the world. This is how it becomes complete.'



"Apenas na mão do pai a criança ganha o caminho (direção) para o mundo.



E qual é esta qualidade especial paterna?

O Amor paterno não é cuidadoso da mesma maneira que o Amor materno é. O Pai guia sua cria para uma vastidão diferente. 
Enquanto a mãe se move em um espaço limitado, o pai nos conduz além destes limites para uma vastidão diferente. Desta maneira, o progresso deriva sobretudo do Pai. Se a mãe buscar deixar seus filhos longe do pai, ela os mantém longe do progresso. O movimento se dá através da mãe, através do pai e através deste para o Mundo. Esta é a forma como se torna, completo."

Texto de autoria de Bert Hellinger


Tradução livre do inglês por René Schubert 






                                                                                             

domingo, 5 de junho de 2016

O emaranhamento







"Acontece, porém, que na nossa família alguns foram excluídos, rejeitados, esquecidos, dados, ou talvez abortados. E agora essa consciência arcaica procura restabelecer a ordem de tal forma que toma a serviço um inocente, alguém de uma geração posterior, uma criança ou um neto ou alguém que veio muito mais tarde, para que ele ou ela represente essa pessoa excluída. Essa consciência arcaica força alguém que veio mais tarde a ser benevolente. Trata-se, no entanto, de uma benevolência inconsciente para a qual ele ou ela é movido por essa consciência arcaica. Precisam comportar-se como esse excluído, de forma inconsciente. Estão emaranhados. 
Este é um amor que se encontra no abismo por ser inconsciente. Está cegamente entregue a um outro poder. Pois, na realidade, esse amor é o amor da consciência inconsciente, arcaica, coletiva. Não é mais um amor próprio. Porém, em relação ao todo, é amor. Quem for abrangido por ele, encontra-se num movimento de amor, mesmo que inconsciente."

 Bert Hellinger


quinta-feira, 2 de junho de 2016

Curso de Constelação Familiar com René Schubert





 
 
O curso de Constelação Familiar é uma ótima oportunidade de aprender uma diferenciada ferramenta terapêutica! Muitas vezes, nos sentimos despreparados para lidar com os desafios que a vida coloca, seja no relacionamento familiar, com os cônjuges, filhos, ou até mesmo diante de um problema de saúde e conflitos profissionais.

As Constelações Familiares permitem olhar para o Sistema completo com o intuito de equilibrar os relacionamentos, pois frequentemente não temos consciência do lugar que ocupamos no nosso sistema familiar e como podemos estar emaranhados nele. Em muitos casos, trazer à luz esse emaranhamento já é o suficiente para desencadear um processo de cura ou solução! 

Esta formação terá duração de 18 meses e carga horária de 144h. Será ministrada em seis módulos trimestrais, os quais serão intercalados com encontros mensais para gestão e compartilhamento do aprendizado.





Publico-Alvo: Psicólogos, terapeutas, juristas, mediadores, médicos, educadores, amantes da constelação familiar, ou profissionais que atuem nas áreas de treinamentos de liderança, centros sociais, setores de recursos humanos, consultoria, análise organizacional, orientação profissional, dentre outros.



 
Facilitador: René Schubert é psicanalista e psicólogo formado na técnica de Constelações Sistêmicas Familiares no Brasil e na Alemanha. Media processos psíquicos internos, a partir de vivências, cursos e workshops de Constelações Sistêmicas Familiares e Profissionais, além de realizar palestras que abordam temas de saúde mental, qualidade de vida, família, sexualidade, atualidades e auxiliar como tradutor nos eventos Hellinger no Brasil, ou mesmo em alguns eventos no exterior.
 
Módulo I - Dias: 12,13 e 14 de agosto
Sexta e sábado, das 9h às 19h
Domingo, das 9h às 13h

Local: NitidaMente Instituto - CEO Salvador Shopping, sala 2404, Torre Londres, Av. Tancredo Neves, 2.539, Caminho das Árvores, Salvador – BA.
 
Investimento: Aproveite a oportunidade de fazer o curso de Constelação Familiar com René Schubert, aqui em Salvador. Entre em contato pelo cursos@nitidamente.com.br e/ou pelos telefones (71) 4101-2016 / 98519-2326 (Whatsapp), para saber os valores. 
 
 
 



 

Temáticas introdutórias
  • Introdução das Constelações Sistêmicas Familiares. Biografia e Bibliografia de Bert Hellinger. Os Movimentos da Constelação Familiar na Europa e no mundo. Os movimentos da Constelação Familiar no Brasil.
  • Áreas de atuação das Constelações Sistêmicas: Clinica, Consultório, Treinamentos de Liderança, Hospital e saúde, Escolas e Instituições Educacionais, Sistema Judiciário e mediação, Centros sociais, Recursos Humanos, Consultoria, Análise Organizacional, Orientação Profissional
Temáticas especificas na Constelação Familiar
  • Meu lugar no sistema familiar / Identidade / Pais e Filhos / Os relacionamentos amorosos e o casamento /A Morte dentro do sistema familiar / O luto e seus movimentos /Falecimento precoce de Pais / Falecimento de Filhos / Pais separados e novos parceiros dos pais / Divórcio / Famílias com múltiplas figuras parentais / Relacionamentos família de origem / Relacionamento de casal e filhos.
  • Apresentação de Dinâmicas, exercícios e/ou Atividades de Grupo – estes como recurso, são fundamentais para aprofundamento teórico e vivencial das Constelações familiares e o desenvolvimento da postura do facilitador.
  • As bases científicas e terapêuticas da Constelação Sistêmica Familiar – Fundações históricas e práticas das Constelações Familiares segundo Bert Hellinger. Os trabalhos de Jacob Moreno, Virginia Satir e Ivan Boszormenyi-Nagy e sua influência no desenvolvimento das Constelações Familiares.
  • As Ordens do Amor de Bert Hellinger. Os conceitos fundamentais para aplicação da técnica e teórica sistêmica tal qual idealizada por Bert Hellinger.
  • As Ordens da Ajuda. A postura necessária para o facilitador. O olhar sistêmico e o olhar fenomenológico.
Temáticas especificas na Constelação Familiar
  • Filhos fora do casamento / A adoção / Crianças Institucionalizadas/ O Abandono / A presença de uma criança especial em casa / A psicose e suas consequências sobre o sistema familiar
  • Breve introdução à psicologia e psicanálise. As bases da psicoterapia e do atendimento clinico.
  • Breve introdução à noção de entrevista preliminar. Anamnese. Queixa manifesta e queixa latente.
  • Os recursos utilizados pelo facilitador: Linguagem do corpo; Análise do discurso; Interpretação; Tradução; Descrição; Leitura dos fenômenos; Feedback; Devolutiva
  • As bases da Hipnose Terapêutica; Hipnose Regressiva; Hipnoterapia
  • Os recursos oferecidos pela Programação Neurolinguística
Temáticas específicas das Constelações Familiares
  • Genograma / Anamnese / Entrevista cliente-facilitador / Posturas e movimentos na Constelação Familiar / Abortos / Catástrofes ou guerras / O Suicídio dentro da Família / Maldições e Profecias
  • Pedagogia e Educação Sistêmica. O trabalho sistêmico em Instituições de Ensino. Exercícios e praticas com professores, pais e alunos.
Temáticas específicas das Constelações Familiares
  • Bullying / A exclusão em sala de aula / A equipe pedagógica / A historia pregressa dos alunos / Fenômenos de agressão no grupo / Sexualidade / Pedofilia / Abuso sexual Infantil / Agressão e Violência Familiar
  • Direito Sistêmico. Conciliação e Mediação. Dinâmicas de casais em litígio. O olhar sobre o crime e suas consequências sistêmicas.
Temáticas específicas das Constelações Familiares
  • Famílias Assassinas / Vitima e Perpetrador / Tráfico e Vício / O ambiente das Drogas e os reflexos da droga dicção dentro da família
  • Constelação Organizacional. As Ordens do Sucesso de Bert Hellinger. Organograma. Hierarquia. Os vínculos. O aconselhamento. Figura e Fundo. Coaching. Consultoria a partir das ferramentas oferecidas pelo pensamento sistêmico.
Temáticas específicas das Constelações Familiares
  • Conflitos profissionais com chefes, colegas, empresas / Questões empresariais e administrativas (abertura de empresa; fracasso X sucesso; perda financeira; dificuldades na liderança; mudanças de carreira; recolocação profissional) / Lidar com o sucesso, fracasso financeiro / O valor do dinheiro e o equilíbrio ou desequilíbrio quanto ao ganhar ou investir – dar e tomar / Empresa Familiar / A empresa, o produto e o mercado; Relacionamento com o sucesso, dinheiro, trabalho, negócios.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Todas as Crianças são Boas e seus Pais também





"Não existem crianças difíceis. Existem sistemas difíceis, algo que, em suas famílias, está desordenado. A principal desordem em uma família é a exclusão ou o esquecimento de um de seus membros. O que faz, então, a criança difícil? Olha para os que estão excluídos ou esquecidos. Assim que estes esquecidos são reintegrados de forma visível, as crianças se sentem aliviadas.

Tenho observado, por exemplo, que as crianças super excitadas, essas crianças inquietas, olham para um morto que é ignorado pela família. Por isso pronunciei a frase que surpreende a muitos: “Todas as crianças são boas”. Isso pode ser demonstrado muito bem em uma constelação. A esta frase eu acrescentei algo mais: “Seus pais também” – como crianças.

, olhavam para alguém. Epecialmente aqueles pais que consideramos difíceis são crianças que olham para alguém excluído. De fato, não estão disponíveis para seus filhos porque olham para essa pessoa esquecida.

O que é que importa, afinal, nesta constelação familiar no plano do espírito? Que cada um esteja em seu lugar, que aqueles que foram rejeitados sejam recebidos novamente. Assim, todos ficam aliviados.

Aqui está um exemplo. Veio me ver um instrutor que lida com crianças difíceis, especialmente aqueles que são expulsos da escola. Ele vem tentando reintegrá-los, com muito amor e com sucesso também. Um dia ele me chama e diz: “Meu filho mais novo se tornou tão agressivo que querem expulsá-lo da escola. O que faço?”. Aqui vemos como alguém com experiência no assunto e eficiente em seu trabalho é levado pelo destino. Não pelo seu próprio, mas pelo de alguém da sua família. Eu disse a ele: “Venha a um curso com toda a sua família”. Ele chegou com sua esposa e seus dois filhos.

Tenho sido instrutor durante anos, sei lidar com jovens. Conheço suas boas qualidades. Pois bem, a família se sentou ao meu lado. Olhei para eles e, em seguida, percebi que a mãe queria morrer. Por isso, a agressividade do filho. Eu disse a ela: “Quando te olho, vejo que você quer morrer”. “Sim, é verdade”, me responde ela.

Mas, por que ela quer morrer? Porque é uma boa menina, claro. Disse a ela: “Vou constelar primeiro sua mãe”. Não tratei diretamente o problema. Coloquei a mãe dela. Esta olhou em seguida para o chão, onde via um morto. Perguntei à senhora: “Para quem sua mãe olha? Ela quer se juntar a um morto”. A senhora disse: “Minha mãe tinha um amigo muito querido. Ele morreu em um acidente de carro”. Coloquei um representante para esse amigo. Foi possível ver que havia um grande amor entre ela e o morto. Ela foi atraída por ele. Eles se juntaram e se abraçaram. Então, o morto fechou os olhos e ficou em paz. A mãe da senhora voltou ao seu lugar e expirou profundamente.

Em seguida, coloquei a senhora na frente de sua mãe, e a mãe lhe disse: “Agora eu fico”. A senhora ficou feliz e as duas se abraçaram. Ficou claro que ela queria morrer no lugar de sua mãe. Neste instante, se apoiou de costas em sua mãe e sorriu. Na sequência, coloquei o filho de 14 anos na frente dela. Ela lhe disse: “Agora eu fico e vou ficar feliz se você ficar”. O filho se encheu de amor e se aconchegou junto a sua mãe. Com isso, tudo se ordenou. Em um instante ele se transformou em um bom menino.

As crianças difíceis são as crianças com o amor mais forte. Simplesmente, com freqüência, não sabemos para quem eles olham.

Agora, vou fazer com vocês uma meditação nesse sentido. Imagino que uns 20% de vocês foram crianças difíceis alguma vez. Baixei a porcentagem, por prudência. Sem dúvida, todos nós sabemos que nossos pais se preocupavam conosco. Talvez porque estivéssemos doentes ou porque nos comportamos de tal modo que eles pensavam: “O que acontece com essa criança?”.

Agora, fechem os olhos e viajem no tempo para o passado, para a época em que vocês eram crianças difíceis, doentes ou com pais preocupados. Olhem com amor para essa criança que vocês eram, e deixem que essa criança os leve pela mão. Para quem essa criança olha com amor? Talvez para quem a família não olha. Dizemos a esta pessoa: “Eu vejo você, com amor. Para mim, você pertence a nós”.

Talvez possamos virar para nossos pais e dizer-lhes: “Estou vendo alguém que amo. Por favor, olhe junto comigo para aí também”. A maioria de vocês têm filhos. Talvez um filho difícil, um filho que lhes dá preocupações, que talvez esteja doente ou se acidentou. Olhe para onde a criança olha – com amor.

Talvez ela olhe para uma criança abortada ou alguém que vocês rejeitaram, para alguém que, talvez, há várias gerações foi vítima de um crime dentro da família, por exemplo um crime de guerra. A criança olha aí. Ou, talvez, olhe para alguém que a família quer ignorar, por se sentir envergonhada, seja um delinqüente, um assassino, um criminoso de guerra talvez. A criança olha aí com amor, porque os outros se envergonham dessa pessoa. Mas, entretanto, ela pertence a essa família, tanto como todos os outros.

Nós também olhamos agora com amor para essa pessoa, com o amor do espírito que toma todos a seu serviço, tal como são, sem distinção, porque seu objetivo vai muito além do que podemos imaginar.
Vemos os efeitos e os sentimos em nós. E sentimos como uma criança consegue, talvez, se tranqüilizar e quão melhor ela fica."

Bert Hellinger - Revista Hellinger Sciencia, Março de 2007